Junior Frigometal

ACOMPANHE AS NOVIDADES

Carne de frango: até o final de 2022, as exportações de frango devem ter um aumento de 6%

Segundos dados divulgados pela ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), até o final de 2022, as exportações de frangos devem ter um aumento de 6%, chegando a 4,9 milhões de toneladas. Esse fato ocorre devido à gripe aviária que vem acontecendo em países da União Europeia e os Estados Unidos, fazendo com que o mercado internacional busque o produto brasileiro.

Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a variação do preço de frango inteiro, sendo em natura ou congelado, foi de 16% no último ano e o frango em pedaços aumentou 22,1%.

“Os produtores têm mantido a disponibilidade interna de produtos, o que sustentou os níveis per capita. Os programas de auxílio à renda que chegarão ao mercado ainda este ano deverão incrementar o poder de compra da população, com consequente impacto nas vendas internas de produtos avícolas”, analisa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

As expectativas para 2023 continuam altas! Estima que as exportações podem crescer mais 6%, atingindo 5,2 milhões de toneladas.

Enquanto as carnes de frangos estão em alta no mercado internacional, os produtores de carne suínas estão apostando no mercado interno. Ainda esse ano, a carne suína deve subir 9%, com 3,9 milhões de toneladas, além de ter registrado o maior número de consumo, chegando a 18 quilos por indivíduo.

Devido ao preço da carne suína ser menor, em comparação as demais, essa proteína é um atrativo para a população. João Eloi, presidente executivo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), afirma “A população de renda mais baixa, que já tem dificuldade de comprar outras proteínas, como a carne vermelha e já tinha o ovo como proteína principal, tem a carne suína saindo mais barata”.

Dados divulgados de um levantamento da consultoria Horus, mostraram que o frango, a linguiça, carnes suínas e a mortadela foram itens que tiveram na maior parte das listas de compras dos brasileiros, espaços que anteriormente eram destinados à carne vermelha.

Whats Comercial